Opinião Santástica



 
 

OPINIÃO SANTÁSTICA

Salve, santistas! É um prazer estar aqui novamente para falar sobre o Peixe, e apesar do decepcionante empate na rodada do fim de semana, enfim enxergo o time com mais tranqüilidade.

“Vamos pra cima deles, Santos”

Por Priscila Belchior

Nas semanas anteriores, os santistas de coração puderam acompanhar mudanças no time - algumas não muito significativas e sem apresentar resultados efetivos -, mas enfim, alterações que mostram que a diretoria está acordando e o nosso alvinegro ainda tem salvação.

Nas três últimas rodadas, conseguimos perceber essa pequena renovação. O time venceu dois jogos e empatou um, mas jogou com mais empenho. Pelo menos isso serve para alguns jogadores. O grande problema, aliás, dois grandes problemas que parecem estar sempre presentes no Peixe são: a desorganizada defesa e a imensa habilidade de perder gols por parte dos atacantes.

Como já disse em colunas anteriores, os atletas santistas precisam de garra, amor pela camisa e pelo visto também muita concentração. Os salários altíssimos precisam dar resultados. Kleber Pereira é um exemplo claro disso, pois não desempenhava há quase dois meses o papel que tinha que fazer: marcar gols.

Apesar de ter desencantado contra o Avaí, não consigo definir se Kleber Pereira anda realmente azarado, ou essa maré esta ligada a algum desejo de deixar o clube. Falando seriamente, a situação é quase critica, quando ele recebe um passe açucarado, parece se transformar em um iniciante, assustado com a estréia, que chuta a bola em qualquer direção para não ter a responsabilidade aos seus pés. Mesmo com a defesa e as justificativas de Vanderlei Luxemburgo, o centroavante está devendo, e ele sabe disto.

Por falar em Luxemburgo, é empolgante ver suas inovações no time. A escalação conjunta de Germano e Rodrigo Mancha deu outra cara à equipe. Até a substituição de Germano, machucado, por Felipe Azevedo, o domínio de bola no meio de campo era totalmente santista.

Já vejo meu Santos no caminho certo. Léo voltou de vez ao time, apesar de eu mesma, há um tempo atrás, não acreditar que sua volta seria produtiva. Madson vem surpreendendo a cada jogo junto com Paulo Henrique, que apesar de apático na última partida, já mostrou ser uma peça em que podemos confiar. E ainda temos Luxemburgo, um dos melhores estrategistas de futebol da atualidade. Portanto, esta é a hora da torcida voltar a gritar: “Vai pra cima deles, Santos, vai que vai de coração”.

Priscila Belchior tem 23 anos, é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, como já deu para perceber, apaixonada pelo Santos Futebol Clube. Por falar em futebol, ela escreve quinzenalmente a coluna "Opinião Santástica" no blog Futebolismo.



Escrito por Felipe Virolli às 20h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 
 

OPINIÃO SANTÁSTICA

 

Olá, amigos, estou aqui mais uma vez com a coluna “Opinião Santástica” para falar sobre o Glorioso Alvinegro Praiano. O momento não é feliz, e aqui expresso não só criticas, mas também o imenso desejo por mudanças, que toma conta de praticamente todos os torcedores santistas.

E agora, Teixeira?

Por Priscila Belchior

Sem ataque, sem defesa, sem técnico, sem vitórias. Como bem expressa uma das pichações no muro da Vila Belmiro, o Santos Futebol Clube está definitivamente “à deriva”. Enquanto a diretoria santista afirma estar tomando todas as providências necessárias, torcedores assistem atônitos a derrocada do time. Neste momento, só há uma coisa a se pensar e a dizer: E agora Marcelo Teixeira, como sairemos dessa situação?

Após a vergonhosa derrota sofrida para o Vitória no último domingo, o “protegido” do Teixeira caiu. Apesar de ser um bom treinador, Wagner Mancini não demonstrou ainda pulso suficiente para comandar o Santos ou qualquer outra grande equipe brasileira. Chego a pensar se era falta de sorte ou realmente dedo podre, pois quanto mais o técnico mexia no esquema tático do time, mais mudanças precisavam ser feitas.

Mas o saudoso presidente o apoiava, mesmo com grandes técnicos disponíveis no mercado, garantiu que o emprego de Mancini não estava ameaçado, na verdade quem sempre esteve ameaçado foi o Santos. Os protestos da torcida e os deploráveis resultados em campo tornam evidente que a mudança precisa ser geral.

Chega dessa diretoria fraca, que não luta pelos interesses do clube. Chega de jogadores que recebem salários altíssimos, mas que no campo não jogam 10% do que recebem. Muricy, Luxemburgo ou Hélio dos Anjos não resolverão nada se não houver uma reestruturação completa. Não adianta uma equipe com 33 jogadores se nem cinco rendem o esperado. Um elenco que consegue levar quatro gols em menos de 30 minutos necessita de sérias alterações.

Precisamos de contratações certas, sem improvisações. Zagueiros que defendam, atacantes que façam gols, laterais e meio-campistas que dêem condições para que isto aconteça, para que o time flua e que ao invés de criticar uns aos outros através da imprensa, mostrem resultados em campo. Vamos lá diretoria, já passou da hora de acordar!

Priscila Belchior tem 23 anos, é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, como já deu para perceber, apaixonada pelo Santos Futebol Clube. Por falar em futebol, ela escreve quinzenalmente a coluna "Opinião Santástica" no blog Futebolismo.

 



Escrito por Felipe Virolli às 22h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 
 

FUTEBOLISMO NEWS

Foto: Agência / Getty Images

 

Na coluna de hoje, vou dedicar a maior parte do espaço para falar um pouco sobre a seleção do nosso país. Na semana passada, o técnico Dunga fez a convocação para o amistoso contra a Itália, que contou com a novidade Felipe Melo na lista. Não me lembro dele jogando por aqui, tampouco acompanho seus jogos pela Fiorentina. Por isso, vou esperar ele jogar com a “amarelinha” para formar uma opinião.

Meu questionamento mesmo fica por conta do ataque. Alexandre Pato e Luís Fabiano são nomes incontestáveis, atualmente. Mas Adriano e Robinho não mereciam constar nesta lista. Ambos estão com vários problemas particulares e alternam altos e baixos em seus clubes – posso ir mais além e dizer que nem eles sabem até quando ficam em seus respectivos clubes. Por que foram convocados, Dunga? Cadê o Amauri, que é tão elogiado na Itália?

Ah, o Amauri. Com a lesão de Luis Fabiano, Dunga convocou o atacante da Juventus – tarde demais, pois o clube italiano não o liberou, alegando, com razão, que o prazo de convocação pela FIFA havia terminado. Mas o pior não é que o atacante não poderá jogar este amistoso, mas sim que Amauri poderá nunca defender a sua nação e, além disso, se tornar nosso rival, caso aceite ser convocado pela própria seleção italiana.

Não estou aqui lamentando que podemos perder um “grande jogador” para uma outra grande seleção, mas sim que podemos perder mais um brasileiro para defender outro país. O que eu quero dizer com isso?

Que o futebol entre seleções - que por tantos outros motivos - já não tem mais o brilho de outrora, ficará tão – ou mais – banalizado que o futebol entre os clubes. Eu sei que este tipo de situação sempre aconteceu no futebol, mas nós, da imprensa, temos que dar nossa opinião para tentar mudar este cenário.

Um exemplo que posso citar é o do volante Marcos Senna, que foi campeão da Eurocopa com a Espanha e deverá atuar na próxima Copa do Mundo por aquele país. Certamente, mesmo que esperasse por uma convocação, não teria chances na seleção brasileira. Mas e daí? Se nasceu num país com muitos jogadores para sua posição, paciência. Não concordo com a idéia de que o jogador pode fazer de tudo pelo seu sonho de jogar uma Copa do Mundo.

Todos nós temos muitos sonhos e não conseguimos realizar a maioria deles. Por que com o jogador de futebol seria diferente? Já não basta realizar o sonho profissional e financeiro de atuar num grande clube da Europa? Agora também tem que ter essa vaidade de querer participar de Copa do Mundo - seja lá por qual país for (vale lembrar que o lateral Roger, revelado pelo Corinthians, joga atualmente pela seleção polonesa)? Você concorda com isso?

Não bastasse que os jogadores saem cada vez mais cedo de nossos clubes para outros da Europa, agora vamos começar também a fortalecer a seleção dos europeus? Esta história de que é legal ver um brasileiro ganhando a Eurocopa, etc e tal, abre um precedente perigosíssimo para o futuro do futebol mundial, na minha opinião. Nos dias de hoje, onde cada vez menos o jogador profissional se importa em representar bem o seu país, apoiar este tipo de atitude é a brecha para a banalização total do patriotismo – inclusive dos torcedores.

Vamos imaginar outro exemplo, que pode vir a acontecer no futuro, mas com outros personagens. Você torceria para um Brasil de Robinhos, Thiagos Neves e Adrianos ou para uma Itália de Kakás e Alexandres Patos? E que graça teria para os italianos – e para nós – um jogo que envolvesse apenas atletas brasileiros?

Sem contar que, com o mundo cada dia mais globalizado, se virar “bagunça” este negócio de “naturalização”, vamos ver muito jogador que não sabe nem a qual continente pertence a Itália, defendendo-a na Copa do Mundo, inclusive contra o próprio Brasil. E só para finalizar, olha que ridículo seria (ou será?): atacante italiano com o nome de Amauri Carvalho de Oliveira. Mamma mia!

 

Agora vamos às principais notícias dos grandes clubes paulistas:

 

Dupla palmeirense no Cruzeiro – O zagueiro Gustavo e o atacante Kléber (finalmente acabou a novela) acertaram com o clube mineiro. O desfecho da situação do atacante até era esperada pelos palmeirenses, já que o Dínamo de Kiev o envolveu na negociação, para contratar o cruzeirense Guilherme. Mas a saída de Gustavo pegou muita gente de surpresa. Não dá para entender um time que tem o criticado Jéci na zaga, dispensar o bom Gustavo, ainda mais para um time que também está na Libertadores. Algo aconteceu no Palestra Itália. Já o atacante Luiz Adriano ainda pode vir para o Verdão. A Traffic aguarda uma resposta do clube ucraniano até a próxima semana.

 

Athirson continua na Lusa – O experiente lateral-esquerdo, que vem fazendo grandes jogos pela equipe do Canindé, renovou seu contrato até o fim de 2010. O Sport era um dos interessados em seu futebol. Boa, Portuguesa!

 

Muitos desfalques no Timão – Até agora, quatro jogos oficiais na temporada e quatro atletas contundidos (Jorge Henrique, Douglas, Wellington Saci e Cristian). Isso tem atrapalhado – e muito – o trabalho do técnico Mano Menezes, que vai ter de se virar para escalar a equipe contra o Paulista, em Jundiaí.

 

Mau-humor HEXAgerado – Não há muitas notícias sobre o tricolor do Morumbi, hexacampeão nacional. Até o jogo de hoje à noite, contra o Bragantino, no Morumbi, o assunto não será outro: o mau-humor do técnico Muricy Ramalho. O Globo Esporte fez uma reportagem bem-humorada sobre o caso. Confira aqui.

 

Domingos fora do jogo – O zagueiro continua sentindo dores na canela e não enfrentará o São Caetano, mas deve voltar ao time para o jogo contra o Palmeiras, no domingo. Já o lateral Léo deve reestrear pelo Peixe amanhã mesmo, contra o Azulão. O técnico Marcio Fernandes também pode fazer outras alterações na equipe, mas Bolaños deve iniciar o jogo na reserva.

 

 

Futebolismo News – Todas as quartas-feiras, trazendo notícias do seu time. E dos adversários também.



Escrito por Felipe Virolli às 00h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SELEÇÃO BRASILEIRA

Brasil vence amistoso contra Portugal

Foto: AFP

luis Fabiano comemora o gol da virada, ao lado de Kaká

 

A seleção brasileira, do técnico Dunga, goleou a seleção portuguesa, do craque Cristiano Ronaldo, por 6 a 2. Mas começou perdendo. Aos 5 minutos do primeiro tempo, a zaga brasileira falhou em bola alçada na área. O zagueiro Bruno Alves ficou com a sobra, chutou cruzado e Danny, de letra, completou para o gol.

Quatro minutos depois, Robinho foi mais esperto que o português Pepe e tocou para Luis Fabiano empatar. O Brasil reequilibrou as ações do jogo e, em grande jogada de Kaká, Luis Fabiano recebeu a bola, girou o corpo e bateu para o gol. Mesmo mascado, o chute resultou na virada brasileira. A partir daí, o jogo ficou mais fácil para o Brasil, que poderia ter ampliado a vantagem ainda no primeiro tempo, mas errou nas finalizações.

No segundo tempo, em boa jogada de ataque do Brasil, Maicon recebeu pelo lado direito da grande área e, mesmo com pouco ângulo, fuzilou as redes do goleiro Quim. Golaço! Dois minutos depois, Maicon fez boa jogada e rolou para Robinho. O craque bateu e o goleiro espalmou nos pés do artilheiro Luis Fabiano, que empurrou para as redes. Isso com menos de 15 minutos da etapa final.

Em nova falha da defesa brasileira, a seleção portuguesa avançou e Simão Sabrosa estufou as redes de Julio César. Mas pouco depois, Elano recebeu bola pela direita e, sem dominá-la, mandou um chutaço cruzado no ângulo do goleiro Quim. Golaço! E ainda tinha tempo para mais. Adriano, que entrou na segunda etapa, recebeu cruzamento perfeito de Marcelo e, de cabeça, fechou o placar. Treino de luxo, mas que para Portugal custou caro. Por mais que não fosse jogo de campeonato, tomar de 6 a 2 é humilhante.

 

Luis Fabiano rouba a cena – Em noite de expectativa para ver Kaká e Cristiano Ronaldo jogarem, a torcida vibrou mesmo com Luis Fabiano. O artilheiro do Sevilla fez três gols e se tornou o principal destaque do jogo.

 

Kaká X Cristiano Ronaldo – Não encarei este jogo como um duelo particular. Foi mais uma exibição. Ambos já duelaram em partidas decisivas pela Europa e conquistaram títulos importantes pelos seus respectivos clubes. Na minha opinião, Kaká é mais importante. Marca mais, é mais objetivo e corre pelo time. Cristiano Ronaldo é mais craque - na essência da palavra - tem mais habilidade e cria jogadas sensacionais. Ou seja: Individualmente, o português é mais habilidoso, mas como o futebol é coletivo, Kaká é mais jogador, mais completo. No amistoso em questão, Kaká foi o homem sério de sempre. Merecia ter feito um gol. Já Cristiano Ronaldo tentou uma ou outra jogada de efeito, mas não conseguiu driblar ninguém, chutou bolas para longe do gol, enfim, não estava inspirado.

 

Craques punidos? – Apesar de ser amistoso, o jogo teve alguns lances em que o procurador do STJD certamente se deliciaria. Irritado por não conseguir mostrar seu futebol, Cristiano Ronaldo distribuiu tapas em alguns jogadores brasileiros. Elano também se estranhou com alguns portugueses. Coisas do futebol. Mas se fosse no Campeonato Brasileiro, certamente os craques seriam punidos. Ainda bem que o “Big Brother do STJD” não atua por lá. Futebol é pra homem e decidido dentro de campo!

 

E Dunga? – A CBF garante que ele permanece no cargo, embora grande parte da mídia já o tenha “demitido”. Não gostei de sua escolha para técnico da seleção, principalmente pelo fato de não ter experiência como treinador. Mas não podemos dizer que seu desempenho é ruim. No ano passado, Dunga ganhou até prêmio como o “melhor treinador da temporada” e conquistou o título da Copa América com méritos.

Discordo de muitos nomes de suas listas de convocações, mas cada técnico tem suas preferências. Romário era quase unanimidade em 2002 e Felipão o barrou. A Copa do Mundo mostrou que o treinador estava certo. Ou seja: Cada louco com as suas manias. Não gosto de criticar alguém injustamente.

Mas se for para dispensá-lo, que o faça agora. É só agradecer pelo empenho, pelo título da Copa América, pela medalha nas Olimpíadas, mas frisar que a seleção brasileira necessita de alguém com mais experiência para a Copa do Mundo. E fim de papo.



Escrito por Felipe Virolli às 21h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Felipe Monteiro Virolli é jornalista e autor do Ranking de Clubes Brasileiros. Polêmico, crítico e muito sincero, Virolli entrou para o jornalismo com a idéia de revolucionar o mundo. Tem ideais vanguardistas e preza muito pela ética na profissão, assim como na vida. Seu desejo com o blog Futebolismo é se tornar referência na internet em conteúdo futebolístico, oferecendo opiniões e análises com qualidade, livres de paixões clubísticas, para quem é fanático por este maravilhoso esporte.
 

Histórico
Categorias
  Todas as Categorias
  Mercado do Futebol
  Opinião Santástica
  Reportagens Especiais
  Papo Soberano
  Papo de Porco
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?