"IMPARCIALIDADE" DA IMPRENSA

Mídia convencional: Parcial ou não?

Há tempos venho notando o comportamento de alguns veículos de comunicação e também de outros colegas jornalistas. Por mais que se considerem imparciais, em alguns casos, a contradição está na "cara do gol".

Este é um assunto chato, que eu evito abordar a cada detecção de parcialidade, até mesmo porque estas linhas que escrevo também são passíveis de julgamento, embora eu me considere neutro até mesmo quando falo sobre o meu time de coração - sim, assim como você, eu também torço fervorosamente por um clube. Mas hoje não dá para não comentar. Veja as imagens abaixo, printadas do portal GloboEsporte.com:

Na página inicial do famoso site, duas chamadas me deixaram curioso (estão sinalizadas em vermelho). Ambas as "manchetes" se referem a títulos nacionais, que até então tinham o mesmo valor, perante à CBF.

Note que, a notícia sobre o Bahia trata o clube como campeão da "Taça Bra
sil", ou seja, em nenhum momento faz a referência correta, de que o Bahia e o ex-jogador foram campeões brasileiros daquele ano  - aliás, esta é a posição oficial da CBF com relação à Taça Brasil.

Já a manchete sobre o Flamengo, informa que a CBF voltou a reconhecer apenas o Sport como campeão brasileiro de 1987 - dando a entender que o Flamengo também era campeão brasileiro daquele ano - e ainda tem o cuidado de ressaltar que a decisão não é definitiva e que cabe recurso. Detalhe: O Flamengo, em 1987, conquistou a Copa União e não o Campeonato Brasileiro, embora recentemente a CBF também a tenha reconhecido como tal.

Se a ideia do portal é citar as competições pelos nomes originais, porque não cita a conquista do Flamengo como Copa União - ou por qual motivo não cita o Bahia como campeão brasileiro de 1959, para manter uma linha "editorial" coerente?

Não estou querendo ser chato, mas é fato que a mídia supervaloriza as conquistas de alguns times, enquanto desvaloriza a de outros.

Ao clicar nas duas matérias, nenhuma novidade. Não há uma linha sequer citando o feito do Bahia como sendo o primeiro time a conquistar o Campeonato Brasileiro, enquanto na do Flamengo não há nenhuma linha que cita o nome de Copa União. Portanto, segundo a Globo, o Bahia foi campeão de uma "taça" em 1959 - o texto me passa essa sensação de desprezo -, enquanto o Flamengo foi "campeão brasileiro". Veja as imagens abaixo, tire suas próprias conclusões e não deixe de comentar. Afinal, a imprensa convencional é ou não é parcial?



Escrito por Felipe Virolli às 19h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAMPEONATO BRASILEIRO - 2011

Palpites para o Brasileirão 2011

O Campeonato Brasileiro está só começando, e muita gente costuma aproveitar este momento para dar seus pitacos sobre a posição de cada time. Aproveitando o "embalo", faço uma resumida análise sobre o que esperar de cada time na competição nacional mais importante do Brasil.

Fluminense: O atual campeão tem um elenco tão forte quanto o do ano passado, mas ainda está sem técnico. Abel Braga deve chegar após o encerramento de seu contrato com um time dos Emirados Árabes. Se conseguir implantar sua filosofia a curto prazo, o Flu será um dos candidatos ao título novamente.

Cruzeiro: Tem um time entrosado, que joga junto há muito tempo. É um dos favoritos ao título.

Corinthians: Está investindo alto em contratações, mas tem um treinador bastante contestado. No papel, tem condições de brigar pelo título, mas na prática, entendo que vá brigar por uma vaga na Copa Libertadores.

Grêmio: Se não se reforçar bastante, terá de se contentar com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Atlético-PR: Deve ficar na parte do meio da tabela.

Botafogo: Deve brigar por uma vaga na Copa Libertadores.

Internacional: Tem time para brigar pelo título.

Santos: Seu desempenho no Brasileirão está relacionado ao término de sua participação na Copa Libertadores deste ano. Se terminá-la como campeão, o Peixe apenas cumprirá tabela no certame nacional. Caso seja derrotado no torneio continental, entrará focado na busca do título brasileiro.

São Paulo: Inicia o Brasileirão com o treinador cumprindo uma espécie de "aviso prévio". No entanto, se conseguir engatar uma sequência de boas vitórias, Carpegiani poderá encontrar paz para continuar seu trabalho. Tem elenco para, no mínimo, brigar por uma vaga na Copa Libertadores.

Palmeiras: Tem um elenco limitado, mas que rende ao máximo nas mãos do técnico que tem. É um time bastante regular, "cascudo", difícil de ser batido. Se conseguir trazer uns três bons reforços, como se comenta por aí, terá condições de, pelo menos, brigar por uma vaga na Copa Libertadores.

Vasco: Deve ficar na parte do meio da tabela, independentemente de conquistar a Copa do Brasil ou não.

Ceará: É um time "encardido", que vai tirar pontos de muitos times considerados grandes. Se não sofrer nenhum desmanche, deve ficar com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Atlético-MG: Já há algum tempo vem se reestruturando e montando times cada vez mais competitivos. Na minha opinião, este time pode ser a surpresa positiva do campeonato. Nas mãos de Dorival Junior, pode até brigar pelo título.

Flamengo: Se Vanderlei Luxemburgo conseguir se manter concentrado em seu trabalho, pode fazer do Flamengo um dos favoritos ao título.

Avaí: Tem um time esforçado, mas que vai se desmanchando após uma boa campanha na Copa do Brasil. Se não se reforçar, brigará contra o rebaixamento.

Atlético-GO: Não acompanho muito este time, mas pelo o que acompanho dos outros, aponto que este é um dos candidatos ao rebaixamento, assim como foi no ano passado, em que escapou por pouco.

Figueirense: Deve brigar para não ser rebaixado.

América-MG: Também deve brigar para não ser rebaixado.

Bahia: Deve ficar com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Coritiba: Assim como o Vasco, deve ficar na parte do meio da tabela, independentemente de conquistar a Copa do Brasil ou não.

E você, concorda, discorda? Qual sua opinião? Comente!



Escrito por Felipe Virolli às 00h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Felipe Monteiro Virolli é jornalista e autor do Ranking de Clubes Brasileiros. Polêmico, crítico e muito sincero, Virolli entrou para o jornalismo com a idéia de revolucionar o mundo. Tem ideais vanguardistas e preza muito pela ética na profissão, assim como na vida. Seu desejo com o blog Futebolismo é se tornar referência na internet em conteúdo futebolístico, oferecendo opiniões e análises com qualidade, livres de paixões clubísticas, para quem é fanático por este maravilhoso esporte.
 

Histórico
Categorias
  Todas as Categorias
  Mercado do Futebol
  Opinião Santástica
  Reportagens Especiais
  Papo Soberano
  Papo de Porco
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?